Saiba como escolher um imóvel comercial

Montar um negócio próprio já exige bastante atenção sobre o produto ou serviço ofertado, a situação do mercado econômico, funcionários, concorrência e estratégias de venda. Se não planejado, as dores de cabeça podem se estender também à escolha do imóvel comercial que será a sede da sua empresa. A busca por imóveis comerciais têm alguns macetes que podem confundir até o investidor mais experiente do mercado residencial.

Quer ter segurança para escolher um imóvel comercial? Veja as dicas que temos para te dar hoje!

É melhor comprar ou alugar um imóvel comercial?

Antes de buscar efetivamente um imóvel comercial, a primeira decisão a ser tomada é avaliar se o momento da sua empresa é de compra ou aluguel. Para isso, é importante analisar três pontos principais:

  • Qual é a capacidade financeira da sua empresa neste momento?
  • A sua empresa ainda está em crescimento acelerado?
  • Já conhece em detalhes o local onde deseja adquirir o imóvel?

A capacidade financeira da sua empresa se refere a quanto dinheiro em caixa você tem para investir em um imóvel comercial, sem que isso comprometa o orçamento mensal. Por exemplo, em novos negócios e startups, um investimento de R$ 100 mil em uma sala comercial pode prejudicar o pagamento de outros fornecedores e comprometer a operação mensal. Agora, se a sua empresa já está andando com as próprias pernas e há um dinheiro guardado para investimento, pode ser um bom momento para comprar.

Taxa de crescimento da empresa

A taxa de crescimento da sua empresa definirá se você já está ou não estabilizado. Se a margem de crescimento de pessoal é de 30% ao ano, talvez comprar não seja uma ideia tão acertada.

Isso porque em um ano, o espaço que você comprou pode se tornar pequeno e assim a busca recomeça. O contrário também é verdadeiro, uma vez que um grande espaço inutilizado pode dar a impressão errada para clientes e investidores que visitarem o local.

O local certo para o seu negócio

Outro ponto a ser avaliado é se aquele com certeza é o local certo para o seu negócio. A liquidez de um sala comercial não é tão grande em algumas áreas da cidade. Por isso, se você está querendo “testar” uma região ou bairro, é importante que isso seja feito primeiro em contratos curtos de aluguel, para só depois ser efetivada a compra de um espaço próprio.

O que levar em consideração na compra de um imóvel?

1- Avalie a necessidade que motivou a procura por um imóvel novo

Ter em mente exatamente o que criou a demanda por uma mudança é fundamental para saber o que deve estar no topo da lista de prioridades na hora de procurar um novo espaço. A sua empresa passou por um processo de crescimento acelerado de funcionários e o espaço que existe hoje não comporta mais todos? É preciso ter uma área maior para reuniões internas e com clientes? Início de um novo negócio? Problemas estruturais no antigo local?

2- Dê atenção especial à localização

A escolha da localização de imóvel comercial deve levar em consideração diversos critérios. Nesse quesito estão presentes:

  • o perfil da vizinhança (ela é muito residencial/ comercial);
  • se é bem atendido por meios de transporte público para seus funcionários;
  • se há locais próximos com vagas de estacionamento disponíveis;
  • se existem opções de alimentação em um raio curto;
  • se há capacidade do local em alojar um negócio do setor;
  • o porte da sua empresa.

Se o negócio em questão for um comércio, pontos como localização na própria rua (mais próximo ao meio da rua é melhor do que em esquinas) e a visibilidade da loja (dentro ou não de um prédio comercial) são determinantes. Enfim, avalie se a localização tem a infraestrutura mínima necessária para atender seus funcionários, seus clientes e os anseios da sua empresa.

3- Considere o potencial de valorização deste local

A compra de um imóvel comercial pode ser visto como uma forma de geração de patrimônio para a sua empresa, o que é bastante relevante, especialmente em momentos de incertezas econômicas. Como todo tipo de investimento, é importante avaliar quais são as possibilidades de rendimento a médio e longo prazo. Buscar espaços que estão em vias de passarem por processos de valorização (como a construção de uma saída de metrô próxima, estabelecimentos comerciais de alto padrão e investimentos municipais em urbanização) é uma boa estratégia.

4- Avalie as formas de pagamento disponíveis

Três modalidades financeiras costumam estar à disposição de empresários que desejam mudar de endereço: financiamento em agentes, entrada em um consórcio imobiliário ou pagamento à vista. O financiamento bancário é um processo mais rápido de liberação de orçamento para a compra do imóvel comercial.

No entanto, as taxas de juros podem chegar a mais de 14%, dependendo do agente financeiro que for selecionado e o valor máximo a ser financiado é de 80% do imóvel. No caso de startups ou empresas próprias, a impossibilidade de utilizar o saldo do FGTS do empresário para a compra também pode ser um empecilho.

Outra possibilidade é a aquisição de uma carta de crédito de consórcio, por exemplo, pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo da Caixa Econômica Federal. As taxas de juros, nesse caso, são menos onerosas (ou inexistentes em alguns casos), com possibilidade de prazos mais extensos de pagamento e parcelas fixas. O porém nesse caso é que, por se tratar de um consórcio, se não houver montante maior para dar lances mais significativos, não há uma garantia de quando você será contemplado para a compra do imóvel.

Aluguel

Já o aluguel é a opção mais simples, mas também uma que pode ser bastante prejudicial financeiramente para a empresa. Os preços dos aluguéis comerciais são significativamente maiores do que os residenciais, sem contar as taxas de condomínio e os valores necessários para reformas e adequação do espaço. Nesses casos, é importante negociar com bastante calma todos os pontos do contrato antes de assinar.

Avalie sempre qual valor não impactará negativamente no orçamento mensal da sua empresa. Esse detalhe pode modificar, por exemplo, o bairro ou o prédio onde o imóvel comercial está inserido, a fim de que seja financeiramente viável.

5- Visite o local em diferentes horários do dia

É muito importante visitar a região em diferentes momentos do dia e em diferentes dias da semana. Dessa forma, fica mais fácil avaliar qual é o real movimento de pessoas, potenciais clientes nas redondezas e quais horários há maior fluxo.

Também é interessante checar o ponto durante a madrugada e avaliar a iluminação do lugar a fim de evitar problemas com segurança. Além disso, ver o imóvel ao vivo lhe dará uma ideia melhor de questões como iluminação, quais reformas serão necessárias e possíveis problemas que precisam ser resolvidos ou negociados com o proprietário.

6- Verifique a documentação do imóvel

Antes de assinar o contrato de compra — ou até mesmo de aluguel — de um imóvel, é fundamental solicitar toda a documentação básica para garantir que ela está em dia. Ou seja, verificar o nome no registro do imóvel, a matrícula, se há registro de destinação do imóvel para fins comerciais e habite-se na prefeitura, se a planta está regularizada.

Além disso, é importante investigar se há algum tipo de cobrança atrasada (como IPTU ou condomínio) ou processo ligado ao imóvel nos órgãos municipais, estaduais e federais. Para verificar todos esses quesitos com atenção, é importante começar o planejamento com antecedência!

Fonte: www.larimoveis.com.br/blog
Publicado em Dicas | Com a tag , , | Deixar um comentário

Empreender em Uberlândia é uma boa ideia?

Para empreender em Uberlândia, não basta apenas ter força de vontade e uma boa ideia. Essa é uma atividade que demanda muito planejamento, visão e foco. É necessário ter conhecimento sobre as burocracias da cidade e saber sobre a área na qual você vai empreender. Ter um panorama das habilidades administrativas e financeiras do negócio também é essencial.

Com disposição para a aprender os itens essenciais, você vai conseguir transformar os seus projetos em realidade. Por isso a Rotina preparou este artigo com tudo o que você precisa saber para empreender em Uberlândia e ter sucesso no seu negócio. Confira:

Tudo o que você precisa saber para empreender em Uberlândia:

Sobre Uberlândia

Primeiramente é preciso conhecer sobre a cidade na qual você irá montar o seu empreendimento. Uberlândia conta com mais de 600 mil habitantes, sendo o segundo município mais populoso do estado de Minas Gerais. A cidade está localizada na mesorregião do Triângulo Mineiro. Na sua economia destaca-se a prestação de serviços, tendo a indústria como o segundo setor mais relevante. Uberlândia conta também com um rico patrimônio cultural, e vários pontos turísticos.

Você tem o perfil para empreender em Uberlândia?

Você quer trabalhar apenas por obrigação e ter uma renda fixa no final do mês? Ou quer usar suas habilidades para atingir uma realização pessoal e profissional?
Se você se encaixa mais no segundo perfil, deve ser uma pessoa que faz planejamentos a longo prazo, e que quer ter sucesso com eles. E quando falamos em sucesso, não queremos dizer necessariamente o êxito financeiro. Para muitas pessoas, suc11esso é atingir alguma realização pessoal, ter mais tempo para passar com os familiares.
Se você bate de frente com os problemas e não fica quieto até conseguir resolvê-los, quer que seus projetos sejam seu maior orgulho, está sempre em busca de novas tarefas, soluções, fontes de renda, e não se preocupa com a rotina do dia a dia, você já tem a alma de um empreendedor.
Ser um empreendedor vai muito além de ser seu próprio chefe. Para empreender é preciso imaginação, não só apenas para a ideia do negócio, mas para saber lidar com ele. É necessário ser organizado e planejado, para evitar riscos e gastos desnecessários.
Um bom empreendedor tem que lidar bem com as pessoas, para ter um bom relacionamento com seus funcionários, colaboradores e clientes.
O mais importante é acreditar em si mesmo, e ter coragem para correr riscos. Dessa forma você alcançará os melhores resultados e terá sucesso no seu negócio.

Tenha uma ideia inovadora

Agora que você tem certeza de que será um bom empreendedor, saiba que para empreender em Uberlândia é necessário ter uma ideia inovadora.
Se você tem alguma coisa específica que goste de fazer e acha que pode se tornar um negócio, você pode investir nisso. Trabalhar com o que ama pode ser uma opção viável para o sucesso. Busque por um diferencial, para se destacar no ramo.
Se não tiver uma ideia de negócio, faça uma lista de coisas que você acha que poderiam ser solucionadas pela sua empresa. No geral, uma empresa atua para resolver algum problema. Pense em como sua empresa poderá solucionar o problema do seu cliente. Alguns problemas podem ser identificados com uma conversa com os potenciais clientes. Outras vezes, o cliente nem sabe que tem um problema até uma solução aparecer.
Porque o cliente escolherá você ao invés do seu concorrente? O importante é ter algo específico. Você pode tentar trabalhar com uma proposta pouco explorada e inovadora.

Plano de negócios

Com uma boa ideia para empreender em Uberlândia, está na hora de montar o seu plano de negócios. Através dele, você conseguirá ter uma visão mais ampla sobre a empresa e o mercado no qual está inserida. Além do planejamento, o plano de negócios também detalha a questão financeira e os recursos humanos que você poderá contar para o desenvolvimento da empresa.
Para desenvolver esse planejamento, é necessário juntar todos os investimentos de material, equipamento, pagamentos de funcionários e maquinário. Além disso, deve-se pesquisar também sobre o público que você deseja atingir, quem serão seus principais concorrentes, o mercado e muito mais.

Resumo dos principais pontos do plano de negócio

O que é o seu negócio? É Preciso que você saiba qual a missão da empresa, o porquê ela existe e quais são os seus valores. Quais serão os principais serviços e/ou produtos oferecidos? Defina qual será a área de atuação da sua empresa, as obrigações fiscais e o setor de atividade.
É necessário deixar estabelecido quem serão seus principais clientes, quem é o público alvo. Faça uma análise de mercado sobre o que os clientes procuram no seu ramo de negócios. Analise também seus concorrentes, descubra a maneira como eles trabalham, quais são pontos negativos e positivos do seu método de funcionamento.
Qual será a estrutura operacional da empresa? Defina quantas pessoas serão necessárias na sua empresa e como acontecerá todo o funcionamento dela. Você sabe quem será o seu fornecedor? Faça pesquisas de preços, compare e encontre o que mais combina com a sua empresa.
Você não pode esquecer de construir cenários e desenvolver planejamentos estratégicos e de marketing. Monte um detalhado planejamento financeiro. Coloque informações sobre de onde virá os recursos e o que será feito com eles. Qual será o faturamento mensal, em quanto tempo espera que o capital investido retorne e como você irá lidar a longo prazo com as suas finanças.

Você precisa de uma linha de crédito ou um investidor?

Se já teve a ideia, montou o plano de negócios, mas não tem capacidade financeira para começar, saiba que você pode conseguir uma linha de crédito. Os bancos comerciais públicos com carteira comercial, como Caixa Econômica Federal e o BNDES, tem uma linha exclusiva de créditos para ME e EPP.
Entretanto, as vezes os juros cobrados nessas linhas de créditos são muito altos e o seu negócio pode não conseguir suportar. Nesse caso, você pode optar por encontrar um Investidor para sua empresa.
Além de ajudar na parte financeira, os investidores podem auxiliar na gestão do seu empreendimento. Por isso é preciso estar disposto a dividir informações, planos e até tarefas com quem investe na empresa.
Classificamos os investidores por estágios de capital de risco. Mas, para negócios que estão em fase inicial temos o Investidor Anjo e o Investidor Capital Semente.
Os investidores anjos são pessoas físicas, em geral empresários de sucesso, que estão dispostos a investir em negócios que estão em fase inicial mas que tenham potencial de crescimento. Esse tipo de investidor não vai necessariamente fazer parte da empresa. Costumam investir na média dos R$ 50 mil a R$ 500 mil.
Já o investidor Capital Semente, costuma investir valores próximos de R$ 500 mil. Porém em empresas com uma ação de mercado mais definida, que já possuam clientes e tenha uma melhor definição sobre o modelo de negócios.

Saiba como precificar

Você sabe como precificar os serviços que sua empresa vai oferecer? Ele deve cobrir todos os custos de produção e distribuição, os encargos e ainda te proporcionar algum lucro. Para isso, é preciso ter um método de precificação, para te ajudar a ter praticidade no cálculo na hora da venda, e ter uma margem de um possível valor de desconto que pode ser viável oferecer.

Mantenha-se atualizado

Um empreendedor deve entender tudo sobre o mercado em que seu negócio está inserido. Para isso é preciso aprender e estar sempre atualizado sobre esse ramo. Faça cursos especializados, participe de eventos sobre empreendedorismo, converse com outros empreendedores. O mundo dos negócios está sempre em constante mudanças.Por isso é importante nunca deixar de adquirir conhecimento, dessa forma sua empresa nunca ficará para trás.

Primeiro passo para empreender: abrir a sua empresa

Sabemos que empreender em Uberlândia envolve muitos riscos. Entretanto, com um planejamento detalhado, estratégia de negócios, dedicação e apoio de uma acessória contábil, pode apostar que o seu negócio terá sucesso. Agora que você já sabe como empreender, chegou a hora de abrir sua empresa.

Fonte: aberturasimples.com.br
Publicado em Dicas | Com a tag , , | Deixar um comentário

Motivos para investir em Uberlândia

É evidente que uma das principais variáveis que influenciam no preço de venda de um imóvel é a localização. Enquanto o m² de um imóvel em área nobre da cidade de São Paulo pode custar mais de R$16 mil, o mesmo imóvel transplantado para cidades do interior geralmente não chega a R$10 mil por m². Assim, uma das questões chave do lucro na incorporação imobiliária se resume a ter os melhores terrenos, nas melhores cidades.

A cidade de Uberlândia

Uberlândia é uma cidade que fica na parte oeste do estado de Minas Gerais e é a trigésima maior cidade do país. Ou seja, a sua população é maior do que a de algumas capitais como Florianópolis e Porto Velho. Além disso, apresenta uma taxa de crescimento demográfico impressionante, de 1.04% de 2016 para 2017, enquanto estado de MG cresceu apenas 0.58% e o Brasil, 0.80%.

Diferentemente do crescimento brasileiro, que é puxado por uma alta taxa de natalidade e pode representar um baixo acesso da população a métodos contraceptivos, o aumento da população de Uberlândia se dá devido a um fenômeno inteiramente diferente. A cidade é dinâmica e atrai um fluxo migratório intenso. De acordo com os dados do último censo demográfico do IBGE, o saldo de pessoas que migrou para a cidade de 2005 a 2010 foi equivalente a 3,78% da população total da cidade no período. Ainda, através dos dados da pesquisa, podemos constatar que a maioria dos imigrantes são provenientes de São Paulo, Ituiutaba e Belo Horizonte. A relação com todas estas cidades é de fluxo positivo para Uberlândia, ou seja, há mais pessoas saindo de duas das principais capitais do Brasil para morar em Uberlândia do que pessoas fazendo o caminho contrário.

O poder de atração populacional da cidade é facilmente explicado ao observarmos os dados sobre a estrutura produtiva da região. De 2002 a 2014 Uberlândia saltou do 35º maior PIB do Brasil para o 23º, sendo a segunda cidade com maior produção bruta do estado de Minas Gerais, atrás de Belo Horizonte apenas. Quando observamos índices que refletem a qualidade de vida da região, o cenário é igualmente otimista para a cidade, que viu seu PIB Per Capita a preços correntes (descontada a inflação) quadruplicar no período entre 2002 e 2015, conforme gráfico abaixo:

Capturar

Fonte: IBGE

Desde 2009 o crescimento vem sendo acelerado, não só bem acima da média do Brasil, como também da capital Belo Horizonte. Mesmo com a crise político-econômica do Brail em 2015, é possível observar ainda um crescimento considerável (2,9%) do PIB per capita na ponta da curva, enquanto outras cidades como a capital do estado apresentaram uma queda no valor absoluto da renda média dos habitantes.

 Voltando ao mercado imobiliário

A conjuntura dos fatores citados faz com que Uberlândia seja uma cidade especialmente atrativa para o mercado imobiliário neste momento por reunir os dois principais fatores para garantir o sucesso de um empreendimento:

  • Crescimento demográfico: é ele o responsável por garantir demanda, seja por imóveis próximos ao centro da cidade, provocando a verticalização e a elevação geral dos preços, ou para imóveis mais afastados, garantindo a possibilidade de expansão da cidade.
  • Renda Familiar elevada: este fator é um potencializador do crescimento demográfico, visto que mais pessoas com mais dinheiro para gastar geram uma economia forte e muito mais segura.

Os indicadores específicos de mercado imobiliário também corroboram esta conclusão, apontando que Uberlândia, diferentemente de muitas cidades que apenas desaceleraram a queda nos seus indicadores no ano de 2017, já demonstrava crescimento absoluto em diversos setores neste ano. E isso não seria diferente no imobiliário.

A agilidade da cidade em sair da crise provocou um crescimento em termos de número de lançamentos imobiliários já no primeiro trimestre de 2017: Houve um aumento  impressionante de 67% no número de unidades lançadas quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Ainda assim, as pesquisas apontam que a grande maioria das unidades produzidas no período mencionado (9 de 11 empreendimentos) foram de padrão popular, o que pode ser explicado pelo receio instaurado em torno do cenário brasileiro naquele período e que ainda tem impacto sobre as decisões de consumo da população.

Todos estes dados e a experiência com cenários no âmbito do mercado imobiliário faz com que Uberlândia inspire muita confiança para o ano de 2018, especialmente projetando vendas rápidas e consistentes para o ramo da habitação popular para consumidores que buscam preços acessíveis, mas mantendo bom padrão de qualidade.

Fonte: urbe.me/lab/por-que-uberlandia-e-uma-boa-oportunidade-para-investir/
Publicado em Dicas | Com a tag , , | Deixar um comentário

4 salas para alugar em Uberlândia

Confira as lojas em Uberlândia que selecionamos a dedo para você que deseja abrir um negócio!

Loja no Morada da Colina│R$ 7.000

Sala comercial com aproximadamente 200m².

Saiba mais: http://twixar.me/yyzn

Loja no Aparecida│R$ 4.500

Excelente comodo comercial bem localizado com aprox. 14m².

Saiba mais: http://twixar.me/c9zn

Loja no Tibery│R$ 3.500

Excelente imóvel comercial com aprox. 250m².

Saiba mais: http://twixar.me/fJzn

Loja no Santa Mônica│R$ 2.000

Comodo comercial em ótima localização em avenida comercial com aprox. 120m².

Saiba mais: http://twixar.me/Fyzn

 

Publicado em Imóveis | Com a tag , , | Deixar um comentário