7 dicas para você organizar o home office

Trabalhar no conforto do lar pode ser bom devido a comodidade. Nesse post você verá os passos para decorar e organizar o seu Home Office. Confira!

Quem faz home office sabe que um dos maiores desafios de trabalhar no conforto do lar é referente à organização: tanto no trabalho quanto em casa e nos compromissos pessoais e profissionais, ter tudo à mão e conseguir organizar o ambiente é primordial para conseguir cumprir prazos e trabalhar com eficiência.

Quem tem a casa como escritório deve, primeiramente, separar um cômodo para trabalhar que não seja o quarto. Passar o dia todo no mesmo ambiente em que se dorme pode atrapalhar você na hora de pegar no sono e acaba tornando o seu dia a dia monótono. Por isso, a dica é sempre organizar um espaço na sala, em outro quarto ou na varanda, onde haja lugar suficiente para suas coisas.

Definido o lugar, chegou a hora de arrumar tudo. Algumas dicas são muito importantes para colocar tudo em seu devido lugar e ajudar você a melhorar a produtividade no seu ambiente de trabalho. No texto de hoje você vai conferir os passos para organizar seu home office e decorá-lo de acordo com as suas necessidades. Confira!

1. Tenha em mente quais são suas necessidades

Antes de pensar em um projeto do seu home office, é preciso analisar qual é a sua necessidade. Por exemplo, se você trabalha com engenharia ou arquitetura, ter uma mesa maior faz toda a diferença no seu dia a dia. É muito comum ser atraído por bons preços e acabar levando da loja de móveis e objetos que acabam não sendo úteis no dia a dia para o que você realmente precisa.

Faça uma lista do que você necessita: pode ser um computador com uma tela grande, uma mesa do tamanho ideal para ficar confortável, estantes para os livros que você consulta regularmente, uma cadeira anatômica para que você possa passar o dia sem se cansar e o que mais for preciso para que você fique bem durante todo o expediente.

Resultado de imagem para home office

2. Use caixas organizadoras

Documentos, objetos de escritório que você não usa com tanta frequência e estoques de papel sulfite, grampos, cadernos e canetas podem ficar organizados se colocados separadamente em caixas. Hoje, no mercado, há uma grande variedade de modelos que, além de ajudar a manter tudo em seu devido lugar, ajuda a decorar o ambiente.

Separe as caixas para organizar tudo e não se esqueça de etiquetá-las para não ter que abrir uma por uma para encontrar o que precisa. Elas também podem ser de estampas e tamanhos variados para, além de armazenarem o que você precisa, deixarem a decoração cheia de charme.

Imagem relacionada

3. Mantenha sua mesa em ordem com organizadores

É normal que sua mesa fique um pouco desorganizada durante o uso, mas é preciso conhecer o limite da falta de organização para que isso não comprometa sua produtividade, atrasando seu trabalho enquanto você procura por itens que deveriam estar sempre à mão.

Para deixar tudo mais fácil, utilize organizadores para as canetas, clips, papéis e tente colocar tudo em seu devido lugar logo depois que o expediente chegar ao fim.

Imagem relacionada

4. Use gavetas

Deixe um espaço para colocar um móvel com duas ou três gavetas próximo à sua mesa de trabalho. Normalmente esse tipo de móvel cabe embaixo da escrivaninha e é um facilitador na hora de encontrar aquele documento que você precisa. Organize os papéis que você usa com mais frequência em pastas separadas por assuntos e coloque-as dentro das gavetas.

As divisórias de gavetas são acessórios que podem te ajudar ainda mais na decoração. São práticos e ajudam você a dividir o espaço da maneira que for conveniente. Eles são vendidos separadamente e estão disponíveis em diversos tamanhos, ideais para quem deseja guardar pequenos objetos, mas não quer que a gaveta se transforme em uma bagunça.

Resultado de imagem para home office gavetas

5. Use a criatividade para decorar

Fazer do espaço um lugar alegre e que incentive o dia de trabalho também é importante, já que você passará grande parte do seu tempo nessa área da casa. Invista em pequenos quadros espalhados pela parede em frente à sua mesa, um vaso de flores coloridas e porta-retratos com imagens de momentos felizes. Faça do escritório um ambiente em que você goste de estar: dessa forma, o trabalho fica mais leve e menos cansativo.

Para aliar decoração e funcionalidade, faça um mural onde você consiga colocar recados e as anotações mais importantes referentes ao seu dia. Pode ser uma placa da cortiça com alfinetes coloridos, uma placa de metal com ímãs e até um pedaço de MDF de cor diferente para colar seus post-its. O importante é deixar um espaço diferente e sempre à vista para que você possa conferir seus compromissos e checar informações.

Imagem relacionada

6. Mantenha uma rotina de organização

Melhor do que deixar para arrumar tudo uma vez por mês e gastar um dia para colocar tudo em ordem, é criar o hábito de arrumar tudo logo depois que você acabar de trabalhar, diariamente. Dessa forma, você reforça a ideia de ter cada coisa em seu lugar, facilitando encontrar aquele caderno onde você anotou uma informação importante do cliente ou um documento.

Além disso, deixar tudo organizado todos os dias evita que você perca tempo arrumando e limpando tudo constantemente.

Resultado de imagem para home office organizado

7. Tenha espaço

Com os cômodos cada vez menores, pode parecer difícil seguir essa dica. Porém, quem trabalha em casa sabe que é muito fácil acumular papéis, deixar documentos e contas da casa sobre a escrivaninha e acabar ficando com essa parte quase sem espaço para trabalhar com conforto.

A ideia é sempre fazer uma limpeza e jogar fora tudo o que você não precisa mais. A mesa deve ter sempre espaço suficiente para que você possa colocar suas anotações diárias, seu café e não ficar desconfortável tendo que tirar tudo na hora que precisa de um pouco de espaço. Deixar a mesa livre com tudo organizado é a melhor pedida para ter mais produtividade e aproveitar seu tempo ao máximo.

O home office é uma tendência cada dia mais latente no mundo moderno. Por isso, muitas pessoas já estão entrando para esse modelo de trabalho e pode parecer difícil deixar tudo em ordem em um primeiro momento. Mas com planejamento e a criação de uma rotina, fica fácil organizar o home office e manter a produtividade no conforto do lar.

E então, vamos começar a organizar o escritório em casa? Compartilhe esse post com seus amigos e ajude-os a manter o home office com tudo no lugar!

FONTE: www.vivareal.com.br/blog
Publicado em Dicas | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Como escolher as cores das paredes no escritório?

Uma boa decoração de escritórios é fundamental para agregar estilo e personalidade aos espaços internos. Por esse motivo, é comum ver cada vez mais empresas apostando na composição temática dos locais de trabalho como forma de estimular a produção e melhorar a experiência dos colaboradores.

Pensando no valor dessa solução, trouxemos hoje algumas dicas para a decoração de escritório focando na importância das cores. Saiba como elas influenciam na percepção do ambiente e escolha a tonalidade ideal para as paredes!

Qual é o papel das cores na decoração?

A definição das cores que vão compor paredes de um ponto comercial ou escritório não pode se limitar à finalidade estética. Durante a escolha, é preciso considerar que ambos são ambientes destinados à realização de trabalhos profissionais e que, portanto, precisam oferecer conforto e qualidade visual aos usuários.

Para ter uma ideia, cada uma das tonalidades conhecidas gera sensações diferentes e únicas no ambiente onde se aplicam. Assim, nos dão a possibilidade de modificar o clima e energia do espaço interno conforme a necessidade deste, mesmo que de forma sutil. Em um escritório, a escolha adequada da cor da parede pode gerar estímulos e inspirar novas ideias para a manutenção de um trabalho contínuo e eficiente.

Como escolher as cores na decoração de escritório?

Há quem diga que um ambiente profissional deve sempre expressar seriedade e manter uma decoração limpa. Porém, ao considerar a existência de diferentes escritórios, essa afirmação não parece fazer muito sentido.

Se cada um desses espaços exerce atividades próprias e específicas, por que não pensar em uma composição que também contribua com o ritmo dos trabalhos? Veja abaixo como definir as cores para esse objetivo:

Escolha uma cor para cada atividade

Dependendo das funções que englobam, os escritórios podem ser organizados em diferentes espaços e nichos de trabalho. Dessa forma, cabe a você escolher a cor das paredes conforme a atividade realizada em cada sala. Para isso, confira um pouco das sensações geradas pelas principais tonalidades:

Azul

É ideal para colorir paredes de ambientes que exigem processos criativos. Isso porque esse tom acalma e promove a comunicação e o vínculo entre as pessoas. É a pedida certa para profissionais que costumam aplicar o exercício de brainstorming.

Amarelo

Atua como um forte estimulante, sendo indicado para ambientes que exijam movimento e desenvolvimento rápido de atividades. Se usada em excesso, pode aumentar a ansiedade e deixar as pessoas impacientes e irritadas. Por esse motivo, não é um tom indicado para paredes de sala de reuniões.

Vermelho

O vermelho puro é uma cor forte e marcante que estimula o batimento cardíaco. Embora seja considerada exagerada para alguns ambientes profissionais, ela se mostra positiva em ambientes que demandam concentração e foco em detalhes.

Verde

Por ser um tom que se aproxima da natureza, está associado a paz e tranquilidade. Quando utilizado em tons mais pastéis, como o verde água, auxilia as atividades que exigem inspiração e inovação.

Cuidado com a primeira impressão

A recepção de um escritório é responsável por causar a primeira impressão do local aos clientes. Por esse motivo, tome muito cuidado na hora de escolher a cor que vai compor as paredes desse ambiente. Diferente das salas de trabalho e de reunião, esse local pede uma decoração com um pouco menos de personalidade.

Para não errar e agradar diferentes públicos, a dica é evitar o uso das cores fortes e optar por tons que se aproximam do branco ou cinza. Para quebrar a presença do neutro, use elementos decorativos, como quadros, obras e esculturas. As folhagens em vasos também ajudam a acrescentar cor e textura às paredes sem prejudicar a .

Evite a predominância do branco

Quando falamos de ambientes corporativos, logo imaginamos grandes salas de paredes brancas; no máximo um tom de creme, gelo ou cinza. Felizmente, essa ideia está mudando em muitas empresas, que, ao entenderem a influência das cores nas sensações, têm buscado agregar novas combinações nas superfícies.

Quando optamos pela predominância de tons neutros e opacos, contribuímos para deixar toda a composição monótona. Para quem passa o dia inteiro trabalhando e desenvolvendo ideias em uma sala branca, isso não é legal. Com o tempo, vem o tédio e, com ele, a ausência de inspiração para criar.

Precisamos entender que até mesmo um ambiente de trabalho necessita de movimento, e as cores desempenham muito bem esse papel. Por isso, a dica é que você inclua pequenos pontos de cor nesses espaços.

Eles podem aparecer em uma única parede ou serem aplicados em listras, desenhos geométricos e murais. Usando a criatividade, você pode até pintar uma área para transformar a parede em um elemento funcional, como um quadro de ideias e avisos.

Harmonize as paredes com outros elementos

Por fim, a escolha da cor das paredes também deve levar em conta os elementos já existentes no escritório. A não ser que você vá trocar todo o mobiliário, é importante pensar nos materiais utilizados nas cadeiras, mesas e outras superfícies do ambiente. Dessa forma, você evita a mistura excessiva de tons e texturas e alcança a composição desejada.

Como exemplificado acima, as salas mais neutras (cinza, branco, gelo) pedem elementos em outras tonalidades. Portanto, se o seu escritório tem móveis em madeira ou com acabamento escuro, você poderá se sentir livre para pintar as paredes de branco ou com tons pastéis. Por outro lado, mobílias opacas e neutras combinam muito bem com paredes em um tom mais forte ou vivo.

Considere também as tonalidades presentes nos tecidos da cortina, tapete e móveis estofados da sala. Além disso, pense nas superfícies fixas, como portas e janelas e considere harmonizar seus materiais com as cores escolhidas para o escritório.

Agora que você já conhece um pouco do poder das cores, aproveite para pesquisar referências e escolher a combinação ideal para a decoração de escritório. Dessa forma, você não só cria um ambiente acolhedor para as equipes de profissionais como também valoriza a percepção do cliente.

Gostou das dicas? Aproveite para seguir nosso trabalho no Instagram e Facebook!

FONTE: www.vivareal.com.br/blog
Publicado em Decoração | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Tudo que você precisa saber sobre pet em apartamento

A chegada de um bichinho de estimação é sempre um momento marcante e feliz na vida de qualquer família. Porém, quem mora em apartamento sabe que o espaço precisa de ajustes para receber os novos amigos da casa, sendo que alguns deles envolvem planejamento e até adaptações no local para a segurança do pet.

Para organizar o apartamento para receber os novos moradores, é preciso planejamento que exige detalhes sobre como o animal fará suas necessidades, onde ele dormirá e como mantê-lo seguro estando em um apartamento. Por isso, confira algumas dicas importantes para preparar o apartamento para receber os bichinhos de maneira adequada.

PROVIDENCIE UMA REDE DE PROTEÇÃO

Instalar a rede de proteção no apartamento é a primeira atitude que deve ser adotada assim que a decisão de ter um bicho de estimação for tomada. No caso dos gatos, é preciso instalar a rede em todas as janelas e em toda a varanda, já que os bichanos gostam dos lugares mais altos. No caso dos cães, vale a pena colocar telas nas janelas e na parte da grade baixa da varanda.

Providencie também um novo local para armazenar produtos de limpeza, se você costuma deixá-los expostos em prateleiras. Coloque-os em um armário fechado para que não haja acidentes.

Resultado de imagem para rede de proteção pet

PREPARE UM LOCAL CONFORTÁVEL PARA DORMIR

Também é importante pensar com a família onde é o melhor lugar para o animal descansar. Assim como os humanos, os bichinhos gostam de lugares confortáveis e quentinhos; então, deixá-los dormir na varanda aberta durante os dias mais frios pode ser prejudicial. Escolha um local escuro, com boa ventilação, e comece a montar o cantinho.

No mercado, existem opções de camas e cobertores de todos os tamanhos, mas é possível improvisar o “dormitório” do pet com cobertores próprios, edredons que você não usa mais e almofadas.

O cão ou gato pode não gostar de ser coberto com a manta, mas certamente vão preferir deitar sobre ela do que no chão gelado. Se o seu bichinho de estimação for um gato, fique ciente de que ele pode ignorar a cama que você preparou e se instalar na sua própria cama ou no sofá.

Imagem relacionada

SEPARE UM CANTINHO DA CASA PARA O BANHEIRO

Esse é um ponto que deve ser estudado por quem tem apartamento. A varanda ou a lavanderia do espaço são os locais mais escolhidos para que os pets possam fazer suas necessidades.

No caso dos gatos, ensiná-los a fazer a necessidade no lugar correto não é tarefa difícil, já que o instinto dos felinos naturalmente os levará para a caixinha de areia. Já para os cães, é preciso um pouco de paciência; por isso, reserve um local onde seja fácil forrar com jornal para o aprendizado.

Existem diversos “banheiros” para cães e gatos no mercado mas, basicamente, os felinos precisam de uma caixinha de areia e os cães de um jornal ou tapete higiênico. Não se esqueça também de planejar com a família quem será o responsável por manter o local limpo todos os dias.

Resultado de imagem para pet local para refeição

PENSE NAS ROUPINHAS

Os gatos não costumam ser fãs de roupas ou coleiras, por isso é mais indicado esperar o bichano chegar para ver se aceitará ser vestido. Já os cães, normalmente não se incomodam e até gostam de ficar agasalhados no frio. No mercado, há uma infinidade de opções de roupas, acessórios e até sapatos para os cães.

Fica a seu critério decidir o que comprar, mas fique sempre atento. Se notar que o animal está se sentindo desconfortável, retire peça. Também é indicado vestir os bichinhos depois de serem tosados, principalmente os de porte pequeno, já que os pelos são uma importante proteção contra o frio e, sem ela, seu amiguinho pode pegar uma pneumonia grave.

Resultado de imagem para pet com roupinha

PREPARE OS LOCAIS DA REFEIÇÃO

Faça uma lista de compras e vá até uma loja especializada antes do bichinho chegar. Providencie potes de comida e água de acordo com o porte do animal e a quantidade de alimento que ele ingere diariamente.

É preciso lavar os recipientes todos os dias para evitar o acúmulo de bactérias, assim como trocar a água — já que todos gostam de água sempre fresca.

Imagem relacionada

ADQUIRA UMA ESCOVA

Esse acessório é muito importante tanto para quem terá gatos ou para quem receberá um cachorro no apartamento. A maioria dos animais solta muito pelo e o hábito de escová-los regularmente diminui a queda dos pelos na casa, evitando que você tenha de limpá-la todos os dias.

A frequência de escovação dependerá da raça do animal, por isso pergunte ao veterinário ou observe a partir de quantos dias, sem pentear, seu bichinho começa a soltar mais pelo.

Algumas raças de gatos e cães de pelos longos precisam ser escovadas todos os dias ou, no máximo, de três a quatro vezes por semana — enquanto um animal de pelo mais curto pode passar pelo procedimento somente uma vez por semana.

Imagem relacionada

COMPRE BRINQUEDOS

Apesar de os bichinhos se divertirem com qualquer detalhe da casa, comprar alguns brinquedos é importante para que ele deposite suas energias no próprio objeto, em vez de arranhar o sofá ou comer seus sapatos. Lembre-se sempre de comprar os itens de acordo com o tamanho do animal, já que brinquedos muito grandes ou muito pequenos podem causar acidentes.

Bolinhas para os cães e varetas com penas e arranhadores para gatos são os acessórios mais indicados para quem deseja dar uma distração para o melhor amigo. Para ambos, existe também um brinquedo onde são colocados petiscos em seu interior e é preciso morder para retirá-los.

É uma ótima alternativa para quando os donos vão viajar e querem que o pet tenha uma distração durante o dia.

Resultado de imagem para pet brincando

Organizar o apartamento para receber um novo bichinho de estimação exige planejamento e paciência. Como vimos, é necessário dividir o espaço que ele precisará para suas necessidades básicas e providenciar os acessórios essenciais para que você cuide dele da maneira adequada.

Além das dicas básicas citadas acima, é sempre importante consultar um veterinário e saber mais sobre a raça e se há a necessidade de providenciar mais algum detalhe para recepcionar o novo morador da casa com segurança.

Agora que você já sabe os cuidados que tem de tomar ao receber um animal em casa, confira sete raças de cachorros que se dão melhor em apartamento e escolha o seu melhor amigo!

FONTE: www.vivareal.com.br/blog
Publicado em Dicas | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Cuidar de piscina: você conhece bem?

Sol, calor, férias e piscina. Será que existe uma combinação mais perfeita para aproveitar o tempo de folga ao lado da família? Mas, para quem deseja ou pretende ter uma piscina em casa, saiba que é preciso muito mais do que fôlego para encarar esse tipo de investimento. Uma piscina demanda planejamento e manutenção constante para que esteja sempre limpa e em condições de ser utilizada.

Pensando nisso, hoje selecionamos os principais cuidados que você precisa ter antes de construir uma piscina em casa. Aprenda como mantê-la sempre limpa e descubra agora mesmo se vale a pena mergulhar de cabeça nessa ideia. Confira!

Planejamento financeiro para ter uma piscina em casa

Qual é a sua realidade financeira hoje? Quais são as suas prioridades? Quanto é possível reservar do seu orçamento para investir em uma piscina? Essas são algumas das perguntas que podem ajudá-lo a decidir se uma piscina é um projeto viável.

Lembre-se que os custos com a instalação e manutenção de uma piscina variam muito de acordo com fatores como tamanho, modelo e materiais escolhidos. Pense em tudo isso antes de tomar uma decisão final!

Não bastará apenas instalar a piscina. Será preciso cuidar da qualidade da água, para manter a saúde de sua família, e isso exigirá certos gastos com materiais específicos, o que pode impactar seu orçamento.

Controle do pH

Controlar o pH da água de uma piscina é um dos pontos mais importantes para garantir a qualidade da água e durabilidade de todos os materiais envolvidos em sua estrutura e manutenção. Isso porque o pH nos ajuda a descobrir se um líquido está ácido, neutro ou alcalino.

O pH da água que tomamos banho, por exemplo, está em torno de 7, ou seja, a água é neutra. Agora, conforme o pH diminui, a água da piscina tende a ficar mais ácida, podendo causar irritação na pele e olhos dos banhistas, além de danificar peças metálicas da estrutura da piscina. Por outro lado, quando o pH aumenta, a água fica alcalina, dificultando a sua limpeza e podendo causar irritações na pele e nos olhos dos banhistas.

Existem kits de controle de pH que serão o seu braço direito para manter a água da piscina sempre limpa e própria para o banho. Vale lembrar que os testes de pH devem ser feitos periodicamente.

Controle de alcalinidade

Enquanto o pH serve como parâmetro de intensidade de acidez da sua piscina, a alcalinidade é a capacidade da água em neutralizar ácidos e manter a sua piscina em condições de banho, ou seja, regular o nível de alcalinidade da água ajuda a manter o pH estável.

Em termos práticos, você precisará também de um equipamento que o ajudará a medir especificamente a alcalinidade da água. Assim, você poderá tomar as medidas necessárias para manter a sua piscina impecável, como utilizar um “elevador de alcalinidade”, substância que como o próprio nome já diz, elevará a alcalinidade da água casa seja necessário.

Uso de clarificante

O uso de cloro na piscina serve basicamente para eliminar os microrganismos nocivos à qualidade da água e à nossa saúde. O tipo de cloro e quantidades a serem ministradas variam bastante de acordo com a situação em que a água da piscina se encontra. Por isso, antes de jogar qualquer tipo de produto químico na água, leia os rótulos dos produtos e tenha bastante certeza sobre o que está fazendo.

Limpeza do pré-filtro

O pré-filtro é uma espécie de “cesto” que retém a sujeira presente na água, evitando que ela chegue até a motobomba da piscina e danifique peças importantes do seu funcionamento. Apesar de fácil e sem custos, esse procedimento de manutenção é importante e deve ser realizado regularmente para garantir maior durabilidade da sua piscina.

Limpeza do skimmer

Similar ao pré-filtro, o skimmer é um dispositivo que fica em alguma das paredes da piscina, captando a sujeira que eventualmente caia na água, como folhas e insetos. A sua limpeza é manual e periódica.

Tanto no caso do skimmer quanto do pré-filtro, antes de realizar a limpeza, lembre-se de desligar os registros e fechar os sistemas de filtração.

Escovação

Escovar a piscina, limpando seu revestimento, é importante para evitar que limo, algas, bactérias, manchas e sujeiras se acumulem nas laterais e fundo da piscina. Para isso, você precisará de escovas específicas para a tarefa, que podem ser encontradas em diversos tipos de tamanhos, modelos e preços.

Aspiração

Muitas vezes, após a escovação da piscina, a sujeira que se solta do revestimento fica dispersa na água, e para tirá-la é necessário utilizar um aspirador de piscina. Para facilitar o trabalho existem produtos que decantam a sujeira, ou seja, as forçam a repousar no fundo da piscina, facilitando a aspiração. Esse é um trabalho lento e que exige muita paciência.

Peneiração

Como o próprio nome sugere, com o auxílio de uma peneira específica você irá retirar toda a sujeira depositada na superfície da sua piscina, como folhas e insetos. Essa tarefa é bastante comum e deve ser realizada constantemente.

Limpeza da superfície

Por último, vale ressaltar que um bom cuidado com a sua piscina pode começar antes mesmo de tratar a sua água, já que medidas como a limpeza do deck, bordas e entorno da piscina contribuem muito para que evitar que o acúmulo de sujeira e a proliferação de microrganismos acabem com a diversão da sua família.

Essas são algumas dicas para quem deseja ter uma piscina em casa e manter a água sempre limpa, própria para o banho, garantindo a diversão de toda a família.

Vale ressaltar que embora várias das etapas de limpeza e manutenção descritas aqui são fáceis e podem ser realizadas por qualquer pessoa, outros procedimentos devem ser realizados por um profissional. Por isso, caso você não esteja disposto a aprender tudo que permeia a manutenção de uma piscina, contratar um profissional do ramo é primordial para que você não danifique a água ou os seus equipamentos e nem cause acidentes a você e sua família.

Então, gostou das dicas e já está planejando instalar uma piscina em casa para melhor aproveitar o verão com a sua família? Deixe um comentário em nossa página com ideias dúvidas e sugestões sobre o assunto!

Resultado de imagem para familia em piscina em casa

FONTE: www.vivareal.com.br/blog
Publicado em Dicas | Com a tag , , , , | Deixar um comentário