Compensa reformar um imóvel alugado?

Encontrar um imóvel alugado que atenda todas expectativas de seu novo morador é praticamente uma missão impossível. Entretanto, é inevitável também que o inquilino queira fazer algumas mudanças ou adaptações no imóvel antes de se mudar para ele.

A questão é: até que ponto vale a pena investir em um bem que não seu?

Entenda as responsabilidades

Antes de pensar em reformar, verifique com cuidado os termos do contrato e o que ele possibilita que seja feito.

Outro detalhe importante é sobre as obras de melhorias estabelecidas pelo condomínio, nas áreas externas do imóvel, elas são de responsabilidade do proprietário. Também é responsabilidade dele disponibilizar o imóvel em condições habitáveis, da mesma forma, o inquilino precisa se comprometer com a devolução do mesmo no mesmo estado em que o encontrou.

Vale lembrar que na locação de imóveis são realizadas duas vistorias: a de entrada e a de saída. A vistoria de entrada tem como objetivo apontar as condições do imóvel no início do contrato de locação e ajuda no levantamento de informações detalhadas sobre o estado de conservação dos itens.

Avaliação prévia e contrato

Uma boa avaliação prévia evita conflitos desnecessários. Antes de pensar em assinar o contrato de locação, avalie que tipo de reforma é mais adequada para sua necessidade.

As reformas estruturais contemplam mudanças consideradas essenciais para a habitação (ex.: manutenção hidráulica, eletricidade, conserto janelas ou fechaduras), já as melhorias são mudanças que sinalizam preferências para deixar o imóvel mais aconchegante para o novo inquilino (ex.: pintura, trocas de piso).

A recomendação dos especialistas é que o dono do imóvel e o locatário combinem antes da assinatura do contrato quais mudanças são necessárias e entrem em comum acordo. Outro aspecto importante é documentar o que ficar acordado para evitar conflitos futuros.

Reformar vale a pena?

Essa questão é muito pessoal porque está diretamente ligada a questão do conforto e realidade financeira de cada um.

O mais importante é entender que toda reforma é trabalhosa e tem custos, por isso, só vale a pena se você pretende aproveitar os benefícios a médio ou longo prazo. Caso a intenção não seja ficar no imóvel por um tempo que compense o investimento, melhor não ir nessa direção.

Se prosseguir nesse caminho, o ideal é avaliar que tipo de obra é importante para seu conforto e buscar um diálogo para minimizar os custos.

#FicaADica

Quando a reforma é para melhorias, normalmente a despesa fica para o inquilino, principalmente por não se tratar de uma necessidade. Entretanto, é possível criar um canal de diálogo com a imobiliária e/ou o proprietário justificando melhorias que sejam de interesse mútuo para valorizar o imóvel e, dessa forma, tentar um acordo sobre o abatimento do valor do aluguel no período.

E é sempre bom estar aberto a opções criativas e mais simples. Que tal repensar a substituição de pisos ou revestimentos pela opção de pintá-los ou adesiva-los?

E lembre-se: invista sempre no diálogo. No caso de dúvidas sobre o contrato ou divergências entre as partes, a imobiliária pode fazer a mediação, mas é importante que você já comece com o pé direito e mantenha sempre um relacionamento transparente com o proprietário.

 

Fonte:www.netimoveis.com/blog

Publicado em Dicas | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Desafio da convivência em condomínios: Garagem, salão de festas e áreas comuns

Dando sequência à nossa série de dicas para uma boa convivência nos condomínios, nesta semana falaremos sobre comportamentos adequados para o uso de garagens, salões de festa e áreas comuns como piscina, academia e elevador.

Se você quer integrar a lista de vizinhos agradáveis, sensatos e de boa convivência, não perca as nossas recomendações. Garantimos que elas podem ajudar bastante! 

GARAGEM

Respeite a velocidade máxima permitida, não buzine, use luzes baixas, não extrapole a área da sua vaga, não use esse espaço para guardar objetos pessoais e lembre-se sempre: quando dois carros se encontram, a preferência é de quem está chegando. Esbarrou no carro ao lado? Deixe um bilhete se identificando, pedindo desculpas e comprometendo-se a reparar os prejuízos.

SALÃO DE FESTAS

Decidiu fazer uma confraternização no salão de festas? Para começar, é interessante deixar na portaria uma lista com o nome de todos os convidados para que haja controle interno. Em seguida, procure conhecer as regras de uso do espaço e respeite todas elas, principalmente as relacionadas ao limite de horário, ao excesso de barulho e à limpeza do local após a festa.

ÁREAS COMUNS – PISCINA E ACADEMIA

Na área da piscina, evite usar equipamentos de som, mas se você faz realmente questão disso, tenha bom senso quanto ao volume. Além disso, não entre na água com protetor solar e quando decidir voltar para casa, não é interessante circular pelas áreas comuns vestindo trajes de banho. 

Já na academia, as recomendações são todas pautadas apenas no bom senso. Depois de usar pesos e colchonetes, por exemplo, volte com tudo para o lugar certo e não monopolize os equipamentos (reveze o uso, se for o caso, e lembre-se que o tempo médio de uso da esteira é de 30 minutos). 

ÁREAS COMUNS – ELEVADOR

Como o tema é justamente a gentileza, nunca é demais lembrar que, ao entrar no elevador, não custa nada cumprimentar a todos. Esperar as pessoas saírem para depois você entrar e segurar a porta do elevador para quem estiver se aproximando também são demonstrações de cordialidade.

Por fim, evite ao máximo travar o equipamento em horário de pico enquanto espera a sua irmã terminar de se arrumar, por exemplo, e use o elevador de serviço para subir com mudanças e compras de supermercado.

Fonte: https://www.netimoveis.com/blog

Publicado em Dicas | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Saiba como acelerar a venda do seu imóvel

Então você está vendendo seu imóvel. Como acontece com quase todo mundo nessa hora, deve estar ansioso para conseguir uma boa negociação. Mas agora vale a pena ter muita calma e evitar erros para garantir que você vai conseguir vendê-lo pelo preço ideal e sem gastar muito tempo. Confira nossas dicas e saia na frente!

PREÇO

Imóveis acima do preço obviamente demoram mais a ser vendidos, o que pode piorar ainda mais em épocas de desaceleração do mercado – às vezes, podem levar anos fechados. Para evitar que isso aconteça com você, faça pesquisas para ter certeza de que você não está pedindo um preço muito alto.

Verifique se existem apartamentos semelhantes à venda no seu prédio e considere também as possíveis diferenças entre os imóveis – às vezes, seu vizinho tem um apartamento com armários montados e teto rebaixado e você não. Por isso, o dele vai obviamente valer um pouco mais.

VÁ COM CALMA

A pressa em concretizar a venda muitas vezes pode te atrapalhar. Tome cuidado para não se sentir tentado a aceitar a primeira proposta, se ela estiver muito abaixo do seu preço, ou acabar reduzindo demais o valor para acelerar o processo. Uma boa venda leva tempo. Tenha paciência!

CAPRICHE NAS FOTOS

Uma boa foto é metade do caminho para atrair o comprador ideal. Na dúvida, consulte as dicas de fotos para vender seu imóvel com os consultores da Rotina.

CONTRATE UM PROFISSIONAL

Tentar vender um apartamento por conta própria é muito difícil. Nessas horas, a ajuda de um corretor de imóveis experiente é fundamental para evitar que você seja passado para trás por alguém mal intencionado, por exemplo, além de te ajudar com a burocracia e garantir que você irá convencer o comprador a oferecer a melhor proposta possível. Afinal de contas, o corretor de imóveis é alguém treinado para isso, que lida com essas situações diariamente.

CUIDADO COM A APARÊNCIA NA HORA DAS VISITAS

Enquanto o apartamento estiver à venda, tome muito cuidado com a limpeza e a organização. Um apartamento sujo e bagunçado gera má impressão e pode desperdiçar compradores em potencial. Se o apartamento estiver vazio, vale a pena visitá-lo de vez em quando para ver se está tudo em ordem.

FIQUE ATENTO AOS POSSÍVEIS REPAROS

Pintura descascando, marcas de infiltração, armários com defeito: tudo isso é motivo para espantar eventuais compradores do seu apartamento. Por mais que você não queira gastar dinheiro com um apartamento no qual você não vai ficar, é importante ficar atento a esse tipo de reparo. Afinal, um apartamento mal cuidado pode ficar meses ou anos encostado e acabar sendo vendido por um preço muito inferior. Então, uma pequena reforma pode ser a diferença entre o apartamento fechado e a venda concretizada. Vale a pena!

 

Fonte: www.netimoveis.com/blog

Publicado em Dicas | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Desafio da convivência em condomínios: Barulho, animais de estimação e outros assuntos

Centros urbanos cada vez mais cheios de gente, prédios com uma quantidade de moradores que só faz crescer, espaços de convívio limitados. Definitivamente, a rotina de quem vive em prédios é um desafio de boa convivência que precisa ser estimulado de forma positiva sempre que possível.

Para te ajudar na missão de integrar a lista de vizinhos agradáveis, sensatos e de boa convivência, separamos uma série de dicas de gentileza urbana focada em condomínios que são tiro e queda. Serão três publicações, uma por semana e, para começar: Barulho, animais de estimação, crianças e funcionários. 

BARULHO

Possivelmente, o seu prédio possui regras próprias sobre essa questão e, geralmente, elas ficam registradas na Convenção de Condomínio. No entanto, é importante ter bom senso em todas as situações: não é porque você está fazendo uma festa ou conduzindo uma obra no apartamento no horário permitido, por exemplo, que pode fazer o barulho que quiser.

Além disso, fique sempre atento aos possíveis barulhos que o seu animal de estimação pode fazer e limite a bricadeira das crianças, se for o caso, até às 22h.

ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

Evite ao máximo que o latido do seu PET, por exemplo, perturbe o sossego da vizinhança, e ao entrar e sair com ele do condomínio, o ideal é carregá-lo no colo quando passarem pelas áreas comuns. Se não for possível, use sempre as entradas de serviço e seja breve no trajeto. Caso ele faça sujeira pelo caminho, limpe tudo na mesma hora!

CRIANÇAS

Pais e mães são sempre os maiores responsáveis por estabelecer limites para seus filhos. Portanto, se esse é o seu caso, respeite as regras referentes a horários e espaços destinados às brincadeiras, evite que seus filhos gritem ou corram em áreas de grande circulação de pessoas e, no caso dos mais novos, busque sempre acompanhá-los ou deixá-los sob os olhos cuidadosos de um adulto. 

FUNCIONÁRIOS

Independente do cargo e do local de trabalho, os funcionários do seu condomínio são, assim como você, seres humanos dignos de todo o respeito. Por isso, seja cordial e simpático ao cruzar com as pessoas que diariamente deixam o seu prédio limpo, organizado e funcionando em harmonia. Cumprimentar não arranca pedaço!

Além disso, lembre-se: Eles trabalham para o condomínio, não diretamente para você. Então, evite pedir que atendam a demandas particulares.

Fonte: www.netimoveis.com/blog

Publicado em Dicas | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário